james gray

Surgido no início dos anos 90 com o longa-metragem Fuga Para Odessa, James Gray demoraria um longo tempo até continuar com sua carreira cinematográfica, até lançar Caminho Sem Volta, em 2000. Uma nova e longa pausa, e Gray então dirige dois filmes em sequência nos últimos dois anos: Os Donos da Noite e Amantes, finalmente consolidando seu nome como um dos grandes diretores contemporâneos. Seu estilo passeia entre algo classicista e algo moderno, usando isso a seu bel-prazer afim de contar histórias doloridas sobre perdas, escolhas, derrotas e temas introspectivos afins.

– Donos da Noite, Os (2007) – Bernardo Brum [4/5]

Amantes (2008) – Guilherme Bakunin [5/5]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s