1

– por Murilo C. Ceccone

Como o próprio título sugere, o filme de John Ford é saudosista ao extremo. A história é narrada por um homem de idade que relembra a sua infância em uma cidadezinha mineradora do País de Gales na virada do século XIX para o XX. Caçula da família Morgan, Huw (Roddy McDowall) observava o pai e os irmãos subirem a colina rumo às minas de carvão que, naquela época, apenas começavam a cobrir os morros e a vila com a fuligem negra, e ainda não haviam tirado a beleza poética do local.

Repleto de nostalgia, o filme transforma as lembranças de Huw em uma visão idealizada e romântica da região. Os costumes, a cultura, as difíceis condições de trabalho, a música, o forte sotaque da região, a religiosidade, tudo é retratado detalhadamente por Ford, sempre através dos olhos inocentes de uma criança. A direção de arte é magnífica, recriando com perfeição e incrível nível de detalhes o vale, as minas, o interior da casa dos Morgan, a igreja … Tudo isso aliado à belíssima fotografia, de encher os olhos.

Mais conhecido por seus westerns, Ford, assim como em Vinhas da Ira, repete o tema social, mostrando a luta por melhores condições de trabalho, a exploração da mão-de-obra barata e até discursos socialistas são ouvidos em alguns momentos (algo corajoso para a época em que foi filmado). A hipocrisia religiosa também é abordada.

Conhecido como “o filme que venceu Cidadão Kane no Oscar de Melhor Filme”, Como Era Verde O Meu Vale é injustamente comparado ao filme de Orson Welles. Ao fazer essa comparação sem sentido, fica óbvio que Cidadão Kane é superior em sua importância na história do cinema, com suas inovações técnicas e ousadias. No entanto, com uma proposta e um tema completamente diferentes, Como Era Verde O Meu Vale é um daqueles filmes cujas belas cenas ficam na memória por um bom tempo, assim como os nomes dos personagens. E se o filme contém exageros, floreios e clichês, estes não são falhas, mas fruto de um perfeito retrato de uma época, não de forma realista e seca, mas exatamente do modo como nos lembramos de nossa infância, quase como um sonho.

5/5

Ficha Técnica: Como Era Verde O Meu Vale (How Green Was My Valley) – 1941, EUA. Dir. John Ford. Elenco: Walter Pidgeon, Maureen O’Hara, Anna Lee, Donald Crisp, Roddy McDowall, John Loder, Sara Allgood, Barry Fitzgerald, Patric Knowles, Rhys Williams, Marten Lamont

Anúncios